meio ambiente

MEIO AMBIENTE

SUSTENTABILIDADE

Para abastecer as instalações do Parque são utilizados mecanismos sustentáveis como a captação da água da chuva, o aquecimento dessa água através da energia solar e tratamento de esgoto (em andamento de projeto em parceria com a Unisul), que utiliza zona de raízes, onde uma vegetação própria se alimenta do material orgânico e torna a água potável novamente.

INVESTIMENTOS

Foram investidos aproximadamente R$ 22 milhões. O projeto foi realizado pela Unisul e as obras por empresas da região, evidenciando o compromisso da Engie com o desenvolvimento de empresas da região em que está inserida.

FLORA

Vinte e três hectares é de reflorestamento com plantas das seguintes espécies: Acerola, Agapanto, Alamanda, Amora, Angico Vermelha, Araçá amarelo, Aroeira, Aroeira Salsa, Azaleia, Bela-Emília, Bulbine, Butiá, Caju, Caliandra, Canela, Capororoca, Cereja, Clitória, Clorofito, Estrelicia, Eucalipto, Figo, Figueira Vermelha, Fruta do Conde, Goiabeira, Grama Esmeralda, Guarapuvu, Hortênsia, Ingá Cipó, Ingá Feijão, Ingá Macaco, Ipê Amarelo, Ipê branco, Ipê Roxo, Jabuticabeira, Jacarandá Mimoso, Jambolão, Jerivá, Laranja Baía, Laranja Kinkan, Laranja Lima, Laranja Natal, Laranja Vermelha, Lichia, Lírio, Losna, Manacá da serra, Manacá de jardim, Margaridão, Maricá, Paineira, Palmeira Cica, Palmeira Fênix, Palmeira Leque, Pata de Vaca, Pau Brasil, Peperômia amarela, Pitanga, Primavera, Sansão do Campo, Sobragi, Tipuana.

FAUNA

Lebre, sabiá, cobras, garças, coruja buraqueira, lagarta processionaria, tartaruga da orelha vermelha, quero-quero, maçaricos/tapicurus, curicaca, andorinha, lagartos, cardeal, entre outros.

OFERTA AMBIENTAL

Projeto com o CEI Maria de Lourdes Pereira Fernandes “Eu cuido de uma Planta no Parque” onde cada aluno plantou sua árvore nativa no Parque, contendo placa de identificação com cada nome e o projeto da continuidade ensinando aos alunos do CEI a como cuidar da árvore e como ela é importante para o Planeta e para a sobrevivência da fauna.

Projeto Arqueologia Patrimonial, no Parque tem uma área de sambaqui, preservada, no qual a Unisul está realizando trabalho para escavar a área e realizar visitas com as escolas da região da Amurel.

Duas estagiárias da Unisul, uma no horário matutino e outro no horário vespertino realizam projetos na área ambiental. Sendo uma na área de Agronomia, onde faz o levantamento das espécies nativas, controle de fungos e reposição de mudas mortas. A outra na área de Química, onde realiza o projeto de tratamento da fossa séptica, para tratar esse efluente para ser utilizado para regar as plantas dos canteiros.

Gerenciamento de resíduos e Educação Ambiental, devido ao grande número de visitantes, aderimos educação ambiental nas lixeiras do Parque, para realizar o gerenciamento de resíduos (Em processo de adaptação). Muitas pessoas ainda não têm o habito de separar os resíduos para cada tipo de coletor correto.